Espaço de textos, estudos, ensaios e opiniões do Pastor João Viegas

03
Out 09

Queridos em Cristo,


Não preendo com este texto alarmar ninguém, mas apenas prevenir que ninguém adormeça, nestes tempos finais e que se culminam na 2.ª vinda de Jesus, para arrebatar a sua Igreja.


Mas os acontecimentos dos últimos tempos estão todos a avolumar-se e aos quais pretendo dar a relevância que lhes é digna: eventos de carácter natural. Contudo, são prelúdios do final dos tempos e do fim da iniquidade e da maldade, conforme a conhecemos.


Os tremores de terra que se têm multiplicado nos últimos tempos, inundações, mortes, epidemias, problemas financeiros, todas as coisas que eram naturalmente aceites, estão a ser colocadas em causa, bem a estrutura da vida e da sociedade dos dias de hoje.


Explosões, Doenças proliferam ferozmente, combates, tsunamis constantes, grandes eventos naturais e situações que considerávamos impossíveis se multiplicam a cada dia.


Terramotos de grande intensidade, destruição, morte e sofrimento estão a ser constantes nos meios noticiosos.

 

Conhecendo tão bem a visão profética do Rev. Samuel Doctorian, como conheço, por vezes dou por mim a não relacionar o que se está a passar, com o que o Senhor avisou, através do Seu servo.


Mas tudo está na Bíblia. E ainda faltam as partes mais complicadas. Vejamos as palavras de Jesus:


"...Acautelai-vos, que ninguém vos engane. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; a muitos enganarão. E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares. Mas todas essas coisas são o princípio das dores. Então sereis entregues à tortura, e vos matarão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos hão de se escandalizar, e trair-se uns aos outros, e mutuamente se odiarão. Igualmente hão de surgir muitos falsos profetas, e enganarão a muitos; e, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo. E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. Quando, pois, virdes estar no lugar santo a abominação de desolação, predita pelo profeta Daniel (quem lê, entenda), então os que estiverem na Judéia fujam para os montes; quem estiver no eirado não desça para tirar as coisas de sua casa, e quem estiver no campo não volte atrás para apanhar a sua capa. Mas ai das que estiverem grávidas, e das que amamentarem naqueles dias! Orai para que a vossa fuga não suceda no inverno nem no sábado; porque haverá então uma tribulação tão grande, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá. E se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. Se, pois, alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-lo aí! não acrediteis; porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que de antemão vo-lo tenho dito. Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto; não saiais; ou: Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis. Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do filho do homem. Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres. Logo depois da tribulação daqueles dias, escurecerá o sol, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, mesmo às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas se cumpram. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão. Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai. Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos; assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois homens no campo, será levado um e deixado outro; estando duas mulheres a trabalhar no moinho, será levada uma e deixada a outra. Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor; sabei, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem. Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o senhor pôs sobre os seus serviçais, para a tempo dar-lhes o sustento? Bem-aventurado aquele servo a quem o seu senhor, quando vier, achar assim fazendo. Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens. Mas se aquele outro, o mau servo, disser no seu coração: Meu senhor tarda em vir, e começar a espancar os seus conservos, e a comer e beber com os ébrios, virá o senhor daquele servo, num dia em que não o espera, e numa hora de que não sabe, e cortá-lo-á pelo meio, e lhe dará a sua parte com os hipócritas; ali haverá choro e ranger de dentes..." (Mateus 24:4 a 51)


E ainda as palavras do Apóstolo Pedro:


"...Amados, já é esta a segunda carta que vos escrevo; em ambas as quais desperto com admoestações o vosso ânimo sincero; para que vos lembreis das palavras que dantes foram ditas pelos santos profetas, e do mandamento do Senhor e Salvador, dado mediante os vossos apóstolos; sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. Pois eles de propósito ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste; pelas quais coisas pereceu o mundo de então, afogado em água; mas os céus e a terra de agora, pela mesma palavra, têm sido guardados para o fogo, sendo reservados para o dia do juízo e da perdição dos homens ímpios. Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se. Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas. Ora, uma vez que todas estas coisas hão de ser assim dissolvidas, que pessoas não deveis ser em santidade e piedade, aguardando, e desejando ardentemente a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se dissolverão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça. Pelo que, amados, como estais aguardando estas coisas, procurai diligentemente que por ele sejais achados imaculados e irrepreensível em paz; e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; como faz também em todas as suas epístolas, nelas falando acerca destas coisas, mas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição. Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que pelo engano dos homens perversos sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza; antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade..." (II Pedro 3:1 a 18)


Faço minhas, as palavras do Apóstolo Pedro.


Deus vos abençoe!


Pst. João Viegas

 

publicado por Jv às 22:39

27
Fev 08

"...Do meio de seus irmãos lhes suscitarei um profeta semelhante a ti; e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar. E de qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, eu exigirei contas. Mas o profeta que tiver a presunção de falar em meu nome alguma palavra que eu não tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá. E, se disseres no teu coração: Como conheceremos qual seja a palavra que o Senhor falou? Quando o profeta falar em nome do Senhor e tal palavra não se cumprir, nem suceder assim, esta é a palavra que o Senhor não falou; com presunção a falou o profeta; não o temerás..." (Deutoronómio 18:18 a 22)

 

Desde 1984 que o Reverendo Samuel Doctorian faz parte da minha vida e do meu ministério. O mover do Espírito Santo, os Dons de Deus e o Poder da Palavra de Deus, através dele, têm transformado a minha vida e têm operado coisas extraordinárias.

 

Num período conturbado da minha adolescência, onde acabei por me afastar do Senhor por 1 ano, foram as pregações deste homem de Deus que me conquistaram de volta para Jesus, que me amoleceram o coração, já transformado em pedra e me mostraram que não tinha perdido a chamada que Deus me tinha dado, aos 6 anos de idade.

 

Cassetes de áudio, muito antigas, que guardo com muito amor e carinho, que me fizeram chorar muitas vezes, com testemunhos que me fizeram desejar, ser eu também, um dos tocados por aquele poder.

 

Hoje, transcrevo a visão deste homem de Deus de 1998, acerca das acções dos Anjos que dominam sobre os continentes da Terra. Acontecimentos terríveis, descritos também no Apocalipse, que marcam a 2.ª vinda de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Algumas coisas já aconteceram, outras estão em acção e outras ainda, estão por acontecer.

 

Que Deus nos proteja, nos guarde e tenha misericórdia de nós. Maranatha!

 

OS 5 ANJOS DOS CONTINENTES

 

Nos últimos tempos uma profecia a respeito do final dos tempos tem circulado de mão em mão entre cristãos e pela Internet, a rede mundial de computadores. A profecia, de autoria do Pastor Samuel Doctorian, foi recebida em junho de 1998, na famosa Ilha de Patmos, mesmo local onde o apóstolo João teve as revelações descritas no livro de Apocalipse.

 

Samuel Doctorian é um cristão de dupla nacionalidade — libanês e americano — conhecido praticamente em todo o mundo. Cresceu, conheceu a Cristo na Igreja do Nazareno de Jerusalém e ali começou a pregar o evangelho, há mais de 60 anos. Possui ligações estreitas com a América, Brasil, Holanda e com Portugal. É considerado pai espiritual do pastor Caio Fábio D’Araújo Filho. Um de seus filhos casou-se no ano passado com a filha do Pastor Ageo Silva, um dos vice-presidentes do Bradesco e pastor da Comunidade Cristã de Vila Iara, em Osasco. Possui reputação de ser homem de Deus.

 

Estas credenciais abriram as portas para Doctorian em todo o mundo, quando ele tornou público a visão que teve Patmos. Desde o final de 1998 ele tem viajado por muitos países, para repartir o que considera uma atribuição directa de Deus, revelada pelos cinco principais anjos de cada continente. A visão é aterradora, para alguns, mas enche o coração de outros de fé. É uma palavra destinada a aproximar incrédulos de Deus e de renovar alianças quebradas entre cristãos envolvidos pela indiferença. Da mesma forma, é uma palavra que precisa ser analisada à luz da Bíblia. O incrédulo que ler o texto poderá se aproximar de Deus em razão do temor que ele produz. O cristão, entretanto, poderá ver no texto o que Deus espera da Sua Igreja, sobretudo no que se refere à unidade do Corpo de Cristo e ao amor aos perdidos.

 

Profecia do Rev. Samuel Doctorian, Presidente e Fundandor da 'Bible Land Mission', acerca dos tempos, intitulada ‘Os Cincos Anjos dos Continentes’, em 16 de agosto de 1998, na Ilha de Patmos. Esta mensagem foi transcrita por Ruthanne Galok, a partir de uma cassete de áu recebida em Singapura, em 30 de agosto de 1998. A fita foi trazida por Wee Tiong Howe, um cristão que acabara de voltar da ilha de Patmos. onde estivera em oração com um pequeno grupo de singapureanos. Ali, Samuel Doctorian relatou-lhes a experiência.

‘Eu estava sozinho em uma casa alugada aqui na Ilha de Patmos já à várias semanas, a fim de orar e buscar ao Senhor. Descobri uma pequena igreja - a St. Nicholas Chapel  - e lá derramei o meu coração diante de Deus. Descobri uma pedra na encosta de uma colina onde me ia sentar e orar - meditando e lendo a Bíblia. Comi muito pouco durante todos aqueles dias. Diversas vezes fui até a caverna de João, onde ele viu o grande Apocalipse. Enquanto meditava (durante um mês) naquele lugar solitário, pensei: Gostava de saber se o Senhor algum dia enviará o décimo anjo. Eu já vira anjos nove vezes anteriormente. Já vira um anjo que livrara uma mulher de enforcamento no alto Egito, vi o nono anjo em Beirute, no meio da guerra! O anjo acordou-me físicamente às três horas da madrugada e disse-me para sair imediatamente do País. Estou grato ao Senhor até hoje - não sei o que teria acontecido comigo se o anjo não tivesse vindo. Os céus contarão isto algum dia.

 

Assim, eu imaginava se algum dia eu veria um anjo pela décima vez. Havia ocasiões, enquanto orava, em que eu sentia uma presença tão forte que me levava a perguntar: Senhor, será que um anjo está aqui agora? Mas não era assim. Uma noite, cheguei mesmo a sonhar com um anjo. Ele disse-me para voar no meu sonho e eu assim o fiz - mas foi apenas um sonho. Eu queria era ver um anjo real, como eu já vira nove vezes antes. No dia 20 de junho, às 3h50 da madrugada, aqui em Patmos, repentinamente, o meu quarto ficou todo iluminado -- (e não havia luzes aqui por perto. Tratava-se de uma casa isolada no final de uma estrada próxima a um mosteiro). E eis que quando fiquei totalmente acordado, vi cinco belos anjos. Eu vi as suas faces perfeitas, com aparência humana, porém cheias de luz. Eu vi os seus olhos, os seus cabelos, as suas mãos. Ao meu lado direito estavam dois anjos e quando olhei para a esquerda, vi três outros anjos alados. Eles vestiam belas vestes brancas que iam até o chão (é algo que eu não posso descrever com palavras humanas). Eu tentava entender porque teriam vindo cinco anjos, mas ao mesmo tempo tremia e estremecia. Eu queria chorar e não podia. Pouco antes de ver estes anjos em espírito, vi-me a mim mesmo num grande ajuntamento de multidões, e eu estava a pregar em inglês. Havia um intérprete à minha esquerda, que tinha cabelo escuro e vestia um fato cinzento, mas não me consigo lembrar em que língua ele traduzía. Eu estava a profetizar esta mensagem: 'Minha Igreja! Pregas amor, ensinas amor, mas precisas praticar esse amor, demonstrar esse amor. Há necessidade de união no meu Corpo. Existem muitas divisões entre vós. O meu Espírito não se moverá nem operará onde não existir união. Existe carnalidade na minha Igreja. Eu desejo e quero um povo santo. Eu morri para vos santificar'.

 

Enquanto estava a profetizar, no meu espírito, eu tremia. Meus olhos estavam abertos e eu via a grande multidão. E repentinamente, no meio daquela profecia, estes poderosos anjos apareceram. Eu me afastei do púlpito e pensei que fosse cair. Eu agora estava totalmente desperto, mas tudo isto acontecia em espírito. Alguma espécie de força impediu-me de cair e eu fiquei a pensar o que é que estava a acontecer. Foi então que o primeiro anjo à minha direita disse: "Nós somos os cinco anjos dos cinco continentes. Estamos aqui para te entregar a mensagem dos cinco continentes do mundo". No mesmo instante em que ouvi isto, também ouvi a multidão exclamar. "Ohhh, Ohhh, Ohhh...". Eu creio que a multidão também viu os anjos. De algum modo o Senhor mostrou-me que, nos dias que estão por vir, em muitas partes do mundo, Deus irá revelar-se através de anjos ministradores. Isto irá acontecer publicamente (acontecerá em igrejas), milhares de pessoas a verem anjos ao mesmo tempo. Eles estarão a ministrar ao Corpo de Cristo nestes últimos dias. Então recebi esta mensagem do anjo: "O que tu vês e ouves, conta-o às nações". Portanto, não se tratava de alguma coisa que eu devesse guardar para mim mesmo. Aceitem elas ou não, tenho que contar isto às nações.

 

O primeiro anjo disse: "Tenho uma mensagem para toda a Ásia". Quando ele disse isso, num átomo de segundo pude ver a China inteira, a índia, os países asiáticos de Laos e Vietname (eu nunca estive nestes países). Vi as Filipinas, Japão, Singapura, Malásia e Indonésia. Então o anjo mostrou-me Papua-Nova Guiné, Irian Java, descendo até a Austrália e Nova Zelândia. "Eu sou o anjo da Ásia", ele disse. Na sua mão vi uma tremenda trombeta que ele iria tocar sobre toda a Ásia. Tudo quanto o anjo disse, irá acontecer com a trombeta do Senhor sobre toda a Ásia. Milhões ouvirão a poderosa voz do Senhor. Então, o anjo disse: "Haverão desastres, fome (muitos irão morrer de fome). Ventos poderosos serão libertados como nunca aconteceu antes. Uma grande parte será sacudida e destruída. Ocorrerão terramotos por toda a Ásia e o mar cobrirá a Terra". Eu vi isto a 20 de junho. Hoje é 16 de agosto. Há poucas semanas atrás, ouvi notícias acerca de aldeias que foram totalmente varridas e mergulharam no mar em Papua-Nova Guiné. Milhares de vidas em perigo. Isto aconteceu há poucas semanas, e o anjo disse-me que iria acontecer em toda a Ásia. "A Terra cairá dentro do mar", ouvi o anjo dizer. "Parte da Austrália será abalada. A Austrália será dividida e uma grande parte dela mergulhará no Oceano". Isto é assustador (eu pensava se estava a ouvir correctamente). Mas o anjo disse: "Milhões morrerão na China e na Índia. Nação se levantará contra nação, irmão contra irmão. Os asiáticos guerrearão uns contra os outros. Deverão ser usados armamentos nucleares, matando milhões de pessoas". Por duas vezes ouvi as palavras "catastrófico! catastrófico!". A seguir, o anjo disse: "Crises financeiras acontecerão na Ásia. Elas abalarão o mundo". Eu tremia enquanto o anjo falava. Então, ele olhou para mim, sorriu e disse: "Vai haver o maior avivamento espiritual (prisões serão quebradas. Barreiras serão removidas). E por toda a Ásia (China, Índia) as pessoas voltar-se-ão para Cristo. Haverá um tremendo avivamento na Austrália". Ouvi o anjo dizer: "Esta é a última colheita". Então, como se o Senhor estivesse falando, ele disse: "Eu irei preparar a minha Igreja para a volta de Cristo". Fiquei feliz com estas boas notícias depois da mensagem de julgamento. Durante todo o tempo em que os cinco anjos estiveram no meu quarto, pude sentir a presença de Deus (era tremendo).

 

Vi, então, que o segundo anjo trazia uma foice na mão, tal como a que é usada em colheitas. Ele disse: "Chegou o tempo da colheita em Israel e nos países em todo o percurso até o Irão". Vi aqueles países numa fração de segundo. "Toda a Turquia e aqueles países que me rejeitaram e rejeitaram a minha mensagem de amor odiar-se-ão uns aos outros e se matarão mutuamente". Vi o anjo erguer a foice e descê-la sobre todos os países do Médio-Oriente, vi o Irão, Arménia, Azerbaijão, toda a Geórgia, Iraque, Síria, Líbano, Jordânia, Israel, toda a Ásia Menor, cheias de sangue. Vi sangue espalhado sobre estes países inteiros. Eu vi fogo. Armas nucleares sendo usadas em muitos destes países. O fumo se erguia de todas as partes. Repentina destruição (os homens destruindo-se uns aos outros). Ouvi estas palavras: "Israel, oh Israel, chegou o grande julgamento". O anjo disse: "Os escolhidos, a Igreja, o remanescente serão purificados. O Espírito de Deus preparará os filhos de Deus". Vi fogos que se elevavam aos céus. O anjo disse: "Este é o julgamento final. A minha Igreja será purificada, protegida e preparada para o dia final. Homens morrerão de sede. A água escasseará por todo o Médio-Oriente. Os rios se secarão e os homens lutarão por água naqueles países". O anjo me mostrou que a Organização das Nações Unidas será quebrada em pedaços, devido às crises no Médio-Oriente. Não mais existirá a ONU. O anjo com a foice fará a colheita.

Então, o terceiro anjo mostrou-me a Europa de uma extremidade à outra -- desde o Norte, descendo até Espanha e Portugal. Em sua mão ele trazia um instrumento de medição. Eu o vi voar sobre a Europa e ouvi as palavras: eu estou desgostoso, entristecido. Injustiça, impureza, impiedade por toda a Europa. O pecado elevou-se até os céus. O Espírito Santo está entristecido. "Vi os rios da Europa engrossarem e cobrirem toda a Europa. Milhões de pessoas se afogarão. Depois de ter visto tudo isto, li o noticiário à pouco tempo atrás. A Checoslováquia sofreu a pior inundação de todos os tempos. Também ouvi falar do tremendo perigo que o grande rio na China representava para milhares de casas ameaçadas de serem destruídas pela inundação. Eu não sabia de todas estas notícias antes de ter visto e ouvido o que os anjos me disseram. De repente, ouvi terremotos por toda a Europa. "Países que nunca sofreram terremotos serão abalados", disse o anjo. E, de repente, em meu espírito, vi a torre Eiffel, de Paris, fragmentar-se e cair. Vi grande parte da Alemanha destruída. A grande cidade de Londres (destruição por toda a parte). Vi inundações por toda a Escandinávia. Olhei na direção Sul e vi Espanha e Portugal a atravessar fome e grande destruição. Muitos morrerão de fome por toda a Espanha e Portugal. Eu estava preocupado com todas estas notícias e disse: "Senhor, e quanto aos teus filhos?". O anjo respondeu: "Eu os preparei. Eles estarão à espera da volta do senhor. Muitos clamarão por mim naqueles dias e eu os lavarei e farei grandes milagres e lhes mostrarei o meu poder". Portanto, em meio desta grande destruição, a graça de Deus estará sobre aqueles países. Eu estava feliz por Deus estender a sua proteção sobre seus filhos.

Fomos agora para África. Eu vi o quarto anjo voar sobre África e pude ver desde a Cidade do Cabo, indo por todo o caminho, até o Cairo. Vi todos os países dali, mais de cinquenta deles. O anjo de África trazia uma espada em sua mão. De repente, eu o ouvi dizer: "Sangue inocente tem sido derramado. Divisões entre os povos (gerações longe do Senhor). Eles têm se destruído uns aos outros, milhares de pessoas. Tenho visto os meus filhos fiéis na África e recompensarei toda a fidelidade no continente Africano. Eu os abençoarei abundantemente. Eu controlarei o clima (sol ardente e escaldante em algumas partes). Grandes rios se secarão, e milhões morrerão de fome. Em outras partes, inundações. Os fundamentos serão abalados. Minha espada julgará os ímpios e os sanguinários.

Acontecerão tantos terremotos que os rios fluirão em diferentes direções no continente, inundando muitas aldeias". Vi grades destroços a cair dos céus sobre diferentes partes da África. "Haverá tremor na Terra como nunca houve desde a criação. Ninguém escapará da espada do Senhor". Vi o rio Nilo secar-se. Ele é o deus do Egito. Peixes mortos cheirando mal por todo o Egito. Grande porção da África central será coberta pela água (milhões morrendo). "Senhor", eu disse "Tudo isto são más notícias. Tudo destruição. Haverá alguma boa nova?" O Senhor respondeu: "O dia final chegou. O dia do julgamento está aqui. Meu amor tem sido recusado agora e chegou o fim". Eu estava tremendo, abalado. Pensei: "Não posso suportar isto".

Então vi o último anjo voar sobre a América do Sul e do Norte (todo o trajecto, desde o Pólo Norte até à Argentina. Do Leste dos Estados Unidos até à Califórnia). Eu vi em sua mão uma taça. O anjo disse que iria derramar o julgamento que estava na taça sobre aqueles países. Então eu o ouvi dizer: "Não mais rectidão. Não mais justiça. Nenhuma santidade. Idolatria. Materialismo. Bebedeiras. Escravidão ao pecado. Derramamento de sangue inocente (milhões de bébés a serem mortos antes de nascer). As famílias estão fragmentadas. Uma geração adúltera. Sodoma e Gomorra estão aqui. Os dias de Noé estão aqui. Falsos pregadores. Falsos profetas. Rejeição ao meu amor. Muitos deles possuem uma imitação de religião, mas negam o poder real". Quando ouvi tudo isto, implorei ao anjo. "Não podes esperar um pouquinho mais? Não derrames a taça. Dá uma chance ao arrependimento". O anjo respondeu: "Muitas vezes Deus tem poupado e falado, mas eles não ouvem. A Sua paciência chegou ao fim. Agora chegou o tempo. Eles têm amado ao dinheiro e aos prazeres mais do que têm amado a mim". Quando o anjo começou a derramar a taça que trazia em sua mão, vi tremendos icebergues derreterem-se. Quando isto aconteceu, vi inundações sobre todo o Canadá e América do Norte. Todos os rios transbordaram; destruição em toda a parte. Eu ouvi o mercado mundial entrar em colapso com os poderosos terremotos, e os arranha-céus de Nova Iorque virem abaixo (milhões a morrer).

Vi navios a naufragar nos oceanos; ouvi explosões em todo o Norte do País, Vi o anjo derramar a taça sobre o México e os dois oceanos a juntarem-se (o Atlântico e o Pacífico). Uma grande parte do Norte do Brasil coberta de água (o rio Amazonas a transformar-se num grande oceano). Florestas destruídas e inundadas. As principais cidades do Brasil destruídas (terremotos em muitos lugares). Quando o anjo virou a taça, grande destruição sobreveio ao Chile e Argentina, como jamais houve. O mundo inteiro foi sacudido. Então ouvi o anjo dizer. "Isto acontecerá brevemente".

Eu disse: "Não pode ser adiado? Não derrames estas coisas sobre todo o globo". E de repente, vi os cinco anjos prostados em torno do globo terrestre, levantando as suas mãos e as suas asas aos céus, dizendo: "Toda glória seja dada ao Senhor dos céus e da Terra. Agora chegou o tempo e Ele glorificará o Seu Filho. A Terra será queimada e destruída. Todas as coisas passarão. Virão os novos céus e nova Terra. Deus destruirá as obras do diabo para sempre. Eu mostrarei o meu poder (como eu protegerei os meus filhos no meio de toda esta destruição). Prepara-te para aquele dia, porque o Senhor vem". Disse ao Senhor: "A mensagem dos anjos para o mundo não são boas notícias. Trata-se de julgamento, punição, destruição, devastação. O que as pessoas dirão a meu respeito? Eu sempre fui um pregador do amor, paz e boas novas!" O anjo respondeu: "Esta é a tua mensagem. Tu és o instrumento, o canal. Que privilégio Deus ter-te escolhido para entregares esta mensagem às nações".

 

Por mais de uma hora não me pude mover. Eu estava totalmente desperto, tremendo de tempos em tempos. O meu quarto estava cheio da luz do resplendor dos anjos. Então, subitamente, eles subiram aos céus. Ao olhar para o alto, vi os anjos tomarem cinco direções. Eu sei que eles já começaram as suas tarefas.'

Deus abençoe


publicado por Jv às 10:58
música: Vencendo vem Jesus!

05
Fev 08
“...tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno...” (Efésios 6:16)
 
Egipto, 1968, cidade de Asyut. Em pouco mais de 6 dias, Deus estava a operar um tremendo avivamento através de uma campanha evangelística liderada por um jovem de pouco mais de 30 anos. Das 30 pessoas na primeira reunião às 6000 da reunião passada, estavam milhares de salvações e vidas transformadas pelo meio.
O governador da cidade não estava nada satisfeito, pois tinha o relatório de que os bares, cinemas, casas de prostituição e casinos estavam ‘às moscas’. Toda a cidade estava a entregar a vida a Jesus. Então, na sétima reunião da Campanha, cerca de 12000 pessoas estavam num descampado, ao ar-livre, à espera que a reunião se iniciasse. 6000 homens de um lado, uma cortina no meio e 6000 mulheres do outro (crianças não foram contabilizadas), esperavam anciosamente por um toque de Jesus.
Enquanto esse jovem subia ao palco, surgiu a notícia que o governador tinha proibido o uso da aparelhagem sonora e que se ele quisesse realizar a reunião na mesma, arriscava-se a ser fuzilado pelos soldados do governador. Este jovem, lembrando-se de que Deus era com ele, subiu as escadas do palanque e deu início à reunião com louvor. Quando ele, mais tarde, iniciou a pregação, 12 soldados, vindos das coxias, correram para a área de ministrar e ajoelhando-se, apontaram as espingardas para ele.
As mulheres choravam e gritavam. Os homens hesitavam sobre se deviam agarrar os soldados, ou não. Naquele momento, o pregador disse: “Soldados, vocês podem-me matar agora, mas por cada bala que dispararem sobre mim, 100 pessoas se levantarão no meu lugar, para fazer o meu trabalho. E se Deus o permitir, podem disparar agora.” Havia um poder tremendo naquele lugar. Uma unção de Deus poderosa. Os Soldados simplesmente paralizaram até que um por um deixaram cair a espingarda, se arrependeram e entregaram a sua vida a Jesus, juntamente com outras 1200 pessoas, naquela noite.
O governador acabou expulso daquela cidade e aquela rua, que dá para aquele terreno, ainda hoje se chama ‘Rua do Avivamento’. Talvez você esteja ainda a subir as escadas para o palanque, ou já tenha as espingardas apontadas contra si, mas lembre-se que quando não duvidamos do nosso Deus e de quem somos, nada nos poderá suceder, nada nos poderá atingir. Agarre-se a Deus e exercite a sua Fé, até perder todas as dúvidas.
Deus abençoe
Pst. João Viegas
publicado por Jv às 18:00
música: A Deus, toda a Glória!

mais sobre mim
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


arquivos
pesquisar