Espaço de textos, estudos, ensaios e opiniões do Pastor João Viegas

28
Nov 14

E Quando Jejuarmos (E Não Se…) 1/2

O Poder e a importância do Jejum e Oração


"...E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente..." (Mateus 6:5 e 6)


Nesta passagem vemos que Jesus utiliza 2 formas de nos ensinar a orar: primeiro mostra como não fazer e depois sugere a maneira mais correta.
(Vers 5) – Não faças assim…
(Vers 6) – Mas faz assim…

E Jesus depois, ensina-nos a ‘Espinha dorsal’ da oração – A Oração do PAI NOSSO:
"...Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém..."(Mateus 6:9 a 13)

Mas hoje eu gostava de focar a nossa atenção noutra parte importante que faz parte da oração: JEJUM!
Oração e Jejum são indissociáveis, estão relacionados um com o outro e um só faz sentido com o outro. Para verdadeiramente orarmos e termos comunhão com Deus, precisamos jejuar do mundo, nesse período de tempo. É um momento em que não atendemos telefones, não falamos com mais ninguém, jejuamos de tudo o que nos rodeia...

Jesus ensina-nos sobre oração e depois ensina-nos sobre Jejum:
"...E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente..." (Mateus 6:16 e 17)

E ensina-nos porque ele espera que o façamos e não ‘se o fizermos…’! É um assunto complicado e difícil de colocarmos em prática na nossa vida, por isso Deus ajuda-nos! E o que Deus mostrou-me, esta semana, foi que precisamos de aprender a usar esta ‘chave’ na nossa vida!

Poucos poderão dizer ‘Glória a Deus’ no propósito do Jejum, porque implica sacrifício… Mas Jesus espera de nós, no Jejum, o mesmo propósito que temos na Oração. E para Deus, Oração e Jejum estão ao mesmo nível, têm a mesma importância!

Assim, qual é a importância do Jejum? Será que é apenas uma forma de me privar do que me dá prazer? Não! O Jejum tem muitos propósitos e objetivos, mas hoje vamos lidar e estudar com apenas 1: É a forma indicada por Deus para nos fazer humildes e dignos do Seu Poder!

A maior barreira que impede-nos de obter as respostas às nossas orações é o orgulho! (Lucas 14:11)
Reparem que o primeiro pecado a ser cometido em todo o universo é o Orgulho (Lúcifer)! Deus nunca nos tornará humildes, mas sim nós que devemos tornar humildes (com a ajuda de Deus!), quebrantando-nos! Por isso não ore para que Deus o torne humilde, porque você não vai gostar da resposta… É por isso que por vezes nos achamos em situações difíceis e complicadas, sem saber como agir… É precisa sabedoria! (Tiago 4:7 a 10) ( I Pedro 5:5 e 6)

Mas o caminho para nos tornarmos humildes é pelo Jejum e oração. (Lucas 4:1 a 13)
E no Jejum e Oração, encontramos o caminho para subjugarmos a nossa alma (a parte arrogante)… Subjugamos a nossa carne, os nossos prazeres, quando já querem tomar o que não lhes pertence! O nosso estomago é um bom servo, mas um mau Senhor… Quem manda na sua vida?

Assim, com Oração e Jejum, podemos pedir a proteção de Deus na nossa via (Esdras 8:21 e 22)!

Agora, que tipo de Jejum podemos fazer? (Daniel 10:2 e 3)
‘Manjar desejável’ é tudo o que prazeroso, agradável…

Existem 2 tipos de Jejum:
- Jejum Coletivo (A Igreja faz em uníssono)
- Jejum individual (é particular e privada)

II Crónicas 7:14
Assim, por instruções de Deus, gostaria de propor um Jejum de manjares desejáveis, à Igreja, durante todo o mês de Dezembro de 2014, para prepararmos o ano de 2015! Isto, dar-nos-á a vitória no ano que vem e veremos o Poder de Deus a operar na nossa casa!

Amén?

Deus abençoe!
Pst. João Viegas
publicado por Jv às 00:58

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29

30


arquivos
subscrever feeds
pesquisar