Espaço de textos, estudos, ensaios e opiniões do Pastor João Viegas

07
Mar 08

"...Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção. Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. Partiu, pois Abrão, como o Senhor lhe ordenara, e Loth foi com ele. Tinha Abrão setenta e cinco anos quando saiu de Harã..." (Génesis 12:1 a 4)

Nesta passagem, poderemos ver várias coisas que são deveras importantes para o crente. Isto porque com Deus, ninguém é colocado a serviço, sem que primeiro seja testado, provado e preparado.

Ser testado, provado e preparado são 3 fases, da acção de Deus na vida dos que O amam, dos que têm uma chamada de Deus, dos que têm um ministério à sua espera.

Abrão (que aqui ainda não era Abraão, ainda não tinha feito aliança com Deus), teve o desafio de Deus, que muitos temem durante uma vida inteira: "...Aparta-te da tua parentela...". De facto, não poderemos levar isto em linha muito inflexível, mas sim procurar o espírito do desafio de Deus, a Abrão. A família de Abrão, tinha um negócio lucrativo, que dava muita riqueza a toda a família, mas que não era da vontade de Deus. Por isso, Deus propôs-lhe, sair de casa do Pai dele.

De facto, debaixo das 'saias' da família, vê-se muito pouco e tem-se uma percepção da vida, muito adulterada. O que Deus queria fazer com Abrão, era dar-lhe a perspectiva de Deus: "...habita onde Eu te disser...", ou seja, depender de Deus, viver nos padrões de Deus!

Fazer o que Deus diz, a muitos crentes é muito difícil, pois implica muita coisa... na carne!!!

Deus também 'abriu o jogo' com Abrão: "...Farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei e engradecerei o teu nome...". Isto é algo poderoso! É algo, com que muitos se perdem e estragam, pois consideram-se de imediato, autoridades em tudo onde põem as mãos. Mas Deus também disse: "...E tu sê uma benção!...", ou seja, não sejas pedra de tropeço a ninguém, não te ponhas com esquemas para ninguém, aprende com Deus e ajuda a tua família e quem contigo for!

Outro pormenor é a idade de Abrão: 75 anos, quando saiu de casa da sua parentela... muitos cristãos acham-se 'muito velhos' para avançar com o plano de Deus para eles, sem força, sem capacidade, nem se consideram dignos de ter uma chamada de Deus. Idade, não deve de ser problema, para o cristão! Porque para Deus, nada é impossível!

Uns queixam-se de serem muito novos (e eu sempre tive esse estigma, porque sempre me consideraram muito novo, ou miúdo, ou criança, apesar da chamada de Deus na minha vida), outros acham-se muito velhos... e Deus? O que acha Deus? Com que idade Samuel entrou no templo para servir a Deus? Com que idade Deus chamou a Moisés para ir libertar o povo da escravidão? Será que você é diferente???

E ainda é importante referir que Loth, sobrinho de Abrão, foi com ele. É bom ter alguém que nos acompanhe, no princípio do nosso ministério, mas quando isso se torna um entrave na chamada de Deus, é necessário fazer algo.

Foi o que Deus fez entre Abrão e Loth! Deus permitiu que houvesse contenda, para que o ministério, o propósito de Abrão, pudesse seguir em frente, nos planos de Deus.

"...E também Loth, que ia com Abrão, tinha rebanhos, gado e tendas. Ora, a terra não podia sustentá-los, para eles habitarem juntos; porque os seus bens eram muitos; de modo que não podiam habitar juntos. Pelo que houve contenda entre os pastores do gado de Abrão, e os pastores do gado de Loth. (...) Disse, pois, Abrão a Loth: Ora, não haja contenda entre mim e ti, e entre os meus pastores e os teus pastores, porque somos irmãos. Porventura não está toda a terra diante de ti? Rogo-te que te apartes de mim. Se tu escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, irei eu para a esquerda. Então Loth levantou os olhos, e viu toda a planície do Jordão, que era toda bem regada (antes de haver o Senhor destruído Sodoma e Gomorra), e era como o jardim do Senhor, como a terra do Egito, até chegar a Zoar. E Loth escolheu para si toda a planície do Jordão, e partiu para o oriente; assim se apartaram um do outro. Habitou Abrão na terra de Canaã, e Loth habitou nas cidades da planície, (...) E disse o Senhor a Abrão, depois que Loth se apartou dele: Levanta agora os olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o norte, para o sul, para o ocidente e para o oriente; porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre..." (Génesis 13:5 a 15)

Tiveram que se separar, mesmo que à primeira vista, um tenha ficado mais favorecido, do que o outro. Contudo um olhou para as planícies e viu com os olhos naturais a beleza e os campos e a possibilidade de poder expandir a sua riqueza. O Outro, olhou para o deserto e viu com os olhos do Espírito que haveria de confiar e depender de Deus, conforme Ele havia prometido.

Só depois disto, Abrão teve a promessa, visível e teve a visita de Deus, perto dos carvalhais de Manré e a aliança efectuada, de onde surge toda a sorte de benção, prosperidade, felicidade e bem-estar, para os que ouvem e praticam a Palavra de Deus.

Nem sempre contenda, vem com maus presságios. Nem sempre a separação é algo de mau. Procure, sempre, saber onde Deus está e com que propósitos. Como fazer? Meditar na Palavra, orar e esperar em Deus.

Deus abençoe

Pst. João Viegas

publicado por Jv às 18:17

mais sobre mim
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


arquivos
pesquisar