Espaço de textos, estudos, ensaios e opiniões do Pastor João Viegas

02
Fev 08
“...De sorte que aquele que se bendisser na terra será bendito no Deus da verdade; e aquele que jurar na terra, jurará pelo Deus da verdade; porque já estão esquecidas as angústias passadas, e estão escondidas dos meus olhos. Pois eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão (...) E acontecerá que, antes de clamarem eles, eu responderei; e estando eles ainda falando, eu os ouvirei.....” (Isaías 65:16, 17 e 24)
 
Que o deserto não é castigo, já sabemos. O deserto é uma fase do crescimento do crente, a nível espiritual. Que no deserto não há luxos (mas que nada nos falta), também sabemos. O 'El-Shadday' supre todas as nossas necessidades. Mas quando Deus nos leva para lá, rapidamente ficamos desanimados e esmorecidos. Quem gosta de ir ao deserto? Nos últimos tempos banalizou-se este conceito e agudizou-se a forma pedante de o observar.
O que Deus quer que você saiba, é que no deserto Ele nos purifica, nos redime e transforma, nos prepara para sermos a Sua ‘noiva’, imaculada. Ele apaga o passado e promete criar tudo de novo, mas no caminho certo. Passando a imagem, o sol queima a pele velha, o calor faz 'derreter' os quilos em excesso, o caminho tonifica os músculos e as forças e a visão é ampla, em todos os sentidos e quadrantes.
Na verdade, o deserto é o local onde Deus pode operar a nossa salvação, mais a fundo, tal como fez com tantas outras personagens da Bíblia. E não nos esqueçamos, que Jesus antes de entrar na Sua chamada, foi tentado, servido, fortalecido, restaurado e purificado no deserto. Deseje ser mais como Jesus e deixe o Espírito de Deus operar, a fundo, na sua vida.
Deus abençoe
Pst. João Viegas
publicado por Jv às 06:00
música: Melhor que a vida, é o teu amor

mais sobre mim
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
28


arquivos
pesquisar